ogerente.com
A Prevenção que Emburrece

 Leia Antes de Continuar: Você está visualizando uma versão antiga do Portal O Gerente.  Conheça e faça seu cadastro na Rede O Gerente, nossa rede social e de conteúdo.

 

Produção

Produção
12/03/2009
A Prevenção que Emburrece
PUBLICIDADE

Emburrecer é uma palavra que não surge muito fácil na boca das pessoas; Não é bonita, não está no meio das tendências da moda da gestão e menos ainda consta em qualquer um destes tantos eventos da mesmice que vemos ocorrendo por ai. Para falar a verdade nem mesmo é muito bom escrever sobre isso – mas com certeza é preciso não só como tentativa de chamar a atenção para algumas coisas que vem ocorrendo em nossa área como pela possibilidade de alertar as pessoas para que aquilo que chamam de prevenção de acidentes na verdade não tem muito haver com ela.

Infelizmente a nossa área está de fato emburrecendo - e se a palavra não agrada poderia dizer que está ficando opaca ou perdendo o brilho – ou talvez ainda – afirmar que estamos regredindo tecnicamente falando. Hoje em dia, o que chamam de Segurança do Trabalho é uma área que se esconde atrás de um monte de papeis, que atua de forma isolada como se não fizesse parte das organizações e como se nada tivesse haver com os problemas e necessidades das demais áreas. Hoje em dia, parece que há mais preocupação em receber e guardar papeis que possam ser mostrados no caso de um acidente do que de fato atuar para que o acidente não ocorra. Boa parte do SESMT está totalmente distante dos locais onde os trabalhos ocorrem e nossa atuação técnica em boa parte do tempo se resume a analisar documentos. E aquilo que pode parecer normal para muita gente – não é – porque houve um tempo onde Técnico de Segurança sabia TECNICAS DE PREVENÇÃO e assim aplicava seus conhecimentos para que as coisas acontecessem não para que elas fossem impedidas. Houve um tempo e ainda há por ai alguns profissionais que trabalham desta forma – que profissional de Segurança do Trabalho auxiliava com seu conhecimento para que as coisas fossem feitas, orientando quanto a montagem de um andaime, dando caminhos para a construção de uma proteção coletiva, agindo na reorientação das equipes – enfim – atuando como técnico na forma mais plena da atuação.

Hoje isso é uma raridade e pouco a pouco o conhecimento prevencionista vai se perdendo e o profissional que sabe fazer vai dando lugar ao sujeito que sabe apenas  por defeito no trabalho alheio e acha que isso agrega algum tipo de valor a qualquer coisa que seja. Vai deixando de existir o profissional que conhece a gestão da prevenção –porque conhece o assunto e vamos tendo cada vez mais aqueles que atuam comparado modelos de documentos porque são incapazes de enxergar o objetivo ou mesmo a finalidade de uma norma ou programa. Assim, se o programa que você fez não for igualzinho ao modelinho que ele tem na gaveta ele devolve sem ao menos notar que uma área técnica não se faz com cópias mas sim atendendo requisitos.

E ando muito preocupado com isso – porque boa parte das vezes este tipo de atuação custa caro e não resolve o assunto; Ando preocupado porque se exige muito e as mortes continuam ocorrendo e o trabalhador sendo culpado como sempre foi. Ando preocupado porque isso tem feito com que as organizações e as pessoas a cada dia que passa entendam menos o que é prevenção e achem que não seja mais do que preencher formulários sem entender para o que eles servem e que o fato dos papeis estarem em dia faz com que qualquer coisa possa ser feita.

A prevenção que emburrece e esta que deixa de ser técnica para ser simplesmente papel não levando em conta que estamos em um país onde a necessidade do especialista participando dentro do processo é FUNDAMENTAL para que as coisas ocorram. A prevenção que emburrece esquece que o papel nada mais é do que evidência objetiva de uma prática – mas não quer dizer por si a prática e a experiência nos mostra que a maioria das vezes pouco ou nada tem haver com a realidade.

Na minha forma de ver precisamos urgentemente falar mais sobre isso, ter coragem para rever a forma de atuação e atuar para que a prevenção não deixe ser uma técnica ampla e com conhecimento próprio. Do jeito que vamos indo em pouco tempo não teremos mais especialistas em segurança do trabalho capazes de atuar com soluções e não apenas na verificação dos documentos. Isso e ruim para todos os segmentos da sociedade. Isso pode custar muitas vidas. A prevenção que emburrece leva com ela décadas de conhecimentos importantes e essênciais para a preservação da vida e saúde das pessoas.

 
 
VOLTAR PARA O ÍNDICE DE COLUNAS
 
Publicidade
 
 
 
 
 
Colunista
Cosmo Palasio
 
 
  Consultor e palestrante especialista em Segurança no Trabalho
 
 
  13
 
  01
 
  04
 
  Veja o Perfil Completo  
  Outros Artigos de sua autoria  
  Adicionar o Colunista aos Favoritos  
  Escreva para este Colunista  
  Website do Colunista  
  Citações do Colunista  
  Produtos do Colunista  






Avantta Consulting Pozati Comunicação