ogerente.com
Planejamento de Carreira – O Que Eu Quero Ser Quando Crescer?

 Leia Antes de Continuar: Você está visualizando uma versão antiga do Portal O Gerente.  Conheça e faça seu cadastro na Rede O Gerente, nossa rede social e de conteúdo.

 

Carreira

Sua Carreira
01/05/2009
Planejamento de Carreira – O Que Eu Quero Ser Quando Crescer?
PUBLICIDADE

0:00, 1º de Janeiro de um ano qualquer...

Comemoração de fim de ano com familiares é sempre a mesma coisa. Momento de rever os erros e acertos do ano anterior e planejar as mudanças para o próximo ano. Mas existe um detalhe muito importante que a maioria das pessoas esquece que é o ato de colocar o planejamento no papel e seguir um método para que ele funcione de forma adequada com os seus objetivos.

Sem ter o planejamento no papel e sem revisá-lo constantemente, será muito fácil esquecermos-nos dos nossos planos, então o esforço em pensar, planejar e agir terá sido em vão em algum momento.

Fazendo uma analogia ao parágrafo acima, vamos falar de Planejamento de Carreira e quero dar início a esse novo desafio (este é o meu primeiro texto no Portal O Gerente), ajudando os leitores a resgatarem pontos importantes que influenciarão em decisões de como fazer para manter uma carreira alinhada aos seus objetivos pessoais e que lhes traga sucesso e felicidade.

Costumo dizer que não podemos trabalhar somente pensando que a felicidade só virá com a aposentadoria. Até por que, a possibilidade de trabalhar por mais de 35 anos e não ter qualidade de vida é muito prejudicial a nossa saúde. E se considerarmos que ter uma carreira que nos motiva a cada dia influenciará diretamente na nossa qualidade de vida, como seremos felizes se os problemas de saúde causados principalmente pelo stress de uma carreira desmotivadora, pois passaremos a nossa fase de aposentados percorrendo hospitais, clínicas médicas, SPA’s, etc.

Para definir um plano de carreira, temos que primeiro definir o que queremos e como faremos para alcançar esses objetivos, e a primeira pergunta é muito simples, e tenho certeza que já fizeram essa pergunta para vocês na infância.

O que você quer ser quando crescer?

Parece fácil não? Para muitos sim, mas para outros não é.
Quero ajudá-los a encontrar essa resposta e traçar um caminho para desenvolver o seu plano de carreira e ter domínio sobre ele, em outras palavras, ter domínio sobre a sua vida e não deixar nunca mais a vida te levar, e sim você levar a sua vida, para o caminho que deseja, para o objetivo que você irá definir.

Um pouco de história:

Planejamento de Carreira é um assunto pouco conhecido por muitos profissionais, e atualmente fala-se muito em manter o planejamento sobre o nosso domínio, diferente do passado onde as organizações que definiam onde iríamos chegar.

O ato de efetuar um planejamento de carreira mexe com diversas áreas da nossa vida, pois fazemos uma análise de pontos como nossas principais características, aptidões, competências, identidade e valores, e essas análises é que irão nos ajudar a definir a nossa missão e objetivos, para depois traçar uma estratégia eficaz e agir para alcançá-la.

Poucos profissionais conseguem ser bem sucedidos e felizes alinhando seus conhecimentos, sonhos e desejos, com as suas aptidões. Da mesma forma que fazemos um planejamento de nossas finanças pessoais, temos que ter um planejamento profissional.

Para iniciar o tema de planejamento de carreira é preciso compreender alguns conceitos básicos, e sendo assim vou iniciar explicando a diferença entre Aptidão e Competência.

Aptidão x Competência

Definição de Aptidão por Friedrich Nietzsche (Filósofo Alemão do século XIX).

"Numa humanidade tão altamente desenvolvida como é a actual, cada um, por natureza, recebe em dote acesso a muitos talentos. Cada qual tem talento inato, mas só a poucos é dado por nascença e por meio da educação o grau de tenacidade, persistência e energia, para que o indivíduo se torne, realmente, um talento, para que, portanto, venha a ser aquilo que é; ou seja, traduza isso em obras e acções." Friedrich Nietzsche, in &&Humano, Demasiado Humano&&

Nietzsche deixa claro em seu texto, que a aptidão é um dote, os talentos naturais que todos os seres humanos guardam dentro de si.

É importante que saibamos, ou pelo menos busquemos desbravar quais são as nossas aptidões, fazendo um exercício de auto-análise diária do nosso comportamento diante de todas as situações que estamos inseridos.

Compreender o que é aptidão pode nos dar respostas muito mais abrangentes e precisas sobre a nossa missão.

Gosto de exemplificar aptidão com a profissão de músico, principalmente os vocalistas, pois a voz é o único instrumento que ele tem para demonstrar os seus talentos, e o que explica ter essa “voz” diferenciada? Mesmo com problemas de surdez Beethoven continuou compondo várias obras.

E você? Consegue definir quais são as suas aptidões?

Definição de Competência:

Competência em administração é a integração e a coordenação de um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes (C.H.A.), que na sua manifestação produzem uma atuação diferenciada.

Competência, é um conjunto de situações, que baseadas no conceito C.H.A., determinam a excelência da execução de uma tarefa.

Portanto, é interessante pensar que se algum destes três fatores (C.H.A.) estão fora de sintonia, o resultado dos nossos objetivos poderá ser comprometido, ou seja, a atitude tomada sem a base dos conceitos anteriores, não será vista com a mesma grandeza.

E o que isso tem haver com Planejamento de Carreira?

C - Conhecimento é a base para qualquer atividade profissional, seja ela na Área de Humanas, Exatas ou Biológicas.

H - As habilidades são adquiridas no decorrer do exercício da base de conhecimento.

A - E por último, as atitudes, que são as consequências executadas a partir do Conhecimento e das Habilidades.

Portanto, é primordial que pensemos bem antes de tomar uma decisão no que diz respeito ao nosso futuro profissional. É possível que façamos escolhas erradas inicialmente, ou que pensemos em diversas áreas de atuação, pois é natural do ser humano ter afeição por diversas áreas em função das situações que ele é vivencia. Porém o segredo está na busca diária do conhecimento natural de nossas aptidões, do dote dado por natureza, pois só assim poderemos criar uma situação de paixão e prazer e ter um sentido para o nosso despertar diário e a satisfação de terminar o dia com o sentimento de missão cumprida.

Definir um Planejamento não é fácil e temos que nos preparar para situações que irão nos causar medo, situações que irão pedir de nós muito mais comprometimento e disciplina. Mudanças são inevitáveis e precisamos estar atentos aos benefícios que elas podem nos trazer.

Criar um Planejamento não quer dizer que devemos traçar um objetivo e não olhar para as situações que estão a nossa volta. Na condição de se por em prática o que foi definido no Planejamento, é importante que algumas mudanças aconteçam, pois mostra que temos habilidades para nos adequar a situações novas, e a análise dessa situação bem como a integração com os objetivos do planejamento, podem trazer resultados mais benéficos do que o pensado anteriormente.

Existem muitas pessoas escolhendo as suas atividades profissionais sem planejamento. Muitas vezes por que precisam de uma colocação no mercado de trabalho, ou por que não conseguem uma oportunidade melhor, e outras por que tem a oportunidade de crescer em uma empresa no qual já trabalha e recebe uma promoção.

Mais uma vez insisto, é importante fazer a sua análise interior e compreender que você é responsável por sua vida e que você pode controlar as situações ao seu redor, desde que se empenhe e crie habilidade para isso.

A grande diferença entre Aptidão e Competência, está no modo que nós seres humanos, compreendemos as situações como um todo e como essas situações irão fluir, com mais facilidade, ou com maior dificuldade.

É muito mais difícil conhecer as nossas aptidões do que nos tornarmos competentes em algo, pois como eu disse anteriormente, é necessária uma auto-análise e a preocupação em encontrá-las, e que a competência é algo que adquirimos com o tempo, com nossa experiência em nossas funções.

O exercício de análise interior lhes proporcionará o prêmio da definição de suas aptidões, que será o que lhe trará prazer, lhe trará o desejo de seguir em frente e se dedicar, buscar a conhecimento rumo a excelência.

Até a próxima!

 
 
VOLTAR PARA O ÍNDICE DE COLUNAS
 
Publicidade
 
 
 
 
 
Colunista
Francisco Albuquerque
 
 
  Estudioso em Carreira, Planejamento e Estratégia Corporativa
 
 
  07
 
  01
 
  02
 
  Veja o Perfil Completo  
  Outros Artigos de sua autoria  
  Adicionar o Colunista aos Favoritos  
  Escreva para este Colunista  
  Website do Colunista  
  Citações do Colunista  
  Produtos do Colunista  






Avantta Consulting Pozati Comunicação