Logística Qualidade Projetos Produção Carreira Gestão

 
Inicio
CANAIS
Carreira
Comércio Exterior
Empreendedorismo
Ética e Resp. Social
Gestão
Logística
Marketing
Produção
Produtividade
Projetos
Qualidade
Recursos Humanos
SERVIÇOS
Blogs
Pesquisas
Promoções
SITE
Anuncie
Busca
Contato
Enquetes
Newsletter
Novidades
Parcerias
Participe

 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 

 
Inicio > Gerenciamento de Projetos > Definições e Tutoriais
 
O QUE É GERENCIAMENTO DE PROJETOS?

Gerenciamento de Projetos é a disciplina de definir e atingir objetivos, otimizando o uso de recursos (tempo, dinheiro, pessoas, materiais, energia, espaço, etc) durante o curso de um projeto (conjunto de atividades com duração finita).

Gerenciamento de projetos é normalmente o campo e responsabilidade de um gerente de projeto individual.   Este indivíduo raramente participa nas atividades que produzem o resultado final, mas se esforça para manter o progresso e a interação produtiva das várias partes, reduzindo o risco geral de fracasso.

Diferente do trabalho regular e funcional, um projeto é um "empreendimento temporário executado para criar um produto ou serviço único".  A duração de um projeto é o tempo do seu começo até sua conclusão, o que pode tomar dias, semanas, meses ou até anos.

Há pouco tempo, a disciplina de Gerenciamento de Projetos tem sido aplicada a atividades de Marketing e Propaganda, conforme elas se tornam mais orientadas à tecnologia e mais canais de comunicação fazem parte do mix de marketing.

Atividades do Gerenciamento de Projetos

O Gerenciamento de Projetos está composto de diversas atividades diferentes como:

  • Planejar o Trabalho

  • Estimar os recursos

  • Organizar o trabalho

  • Adquirir recursos materiais e humanos

  • Designar tarefas

  • Dirigir atividades

  • Controlar a execução do projeto

  • Reportar o progresso

  • Analise os resultados em base aos fatos atingidos.

Variáveis de Controle de Projetos

O Gerenciamento de Projetos tenta controlar 5 variáveis:

  • tempo - o tempo requerido para completar o projeto.  Por questões analíticas, o tempo para concluir o projeto é dividido no tempo requerido para completar cada uma das atividades que contribuem para a conclusão do projeto.

  • custo - é o custo do projeto, calculado a partir dos recursos utilizados. 

  • qualidade - o tempo dedicado às atividades individuais determinam a qualidade geral do projeto.   Algumas tarefas requerem um tempo determinado para que sejam completadas adequadamente, mas com tempo adicional poderiam ser completadas com qualidade excepcional.   Ao longo de um projeto grande, a qualidade pode ter um impacto significativo no tempo e custo (ou vice-versa).

  • escopo - requerimentos especificados para o resultado final. É a definição geral do que o projeto deveria atingir ou uma descrição específica de qual deveria ser o resultado final.

  • risco - pontos potenciais de fracasso.  A maioria dos riscos podem ser superados ou resolvidos, com suficiente tempo e recursos.

Três destas variáveis podem ser dadas pelos clientes internos ou externos.  Os valores das variáveis restantes são determinadas pelo gerenciamento do projeto, em base a técnicas de estimação sólidas.   Os valores finais devem ser acordados em um processo de negociação entre o cliente e o gerente de projetos.   Normalmente, os valores em termos de tempo, custo, qualidade e escopo são definidos em contrato.

História do Gerenciamento de Projetos

O primeiro "projeto" reconhecido do século 20 foi o Projeto Manhattan (criação da bomba atômica).

O Gerenciamento de Projetos foi usado como um conceito isolado antes da Crise do Sputnik na Guerra Fria.  Depois da crise, o Departamento de Defesa Americano teve a necessidade de acelerar o processo militar de projetos.  Novas ferramentas (modelos) para atingir este objetivo foram inventadas.  Em 1958 foi inventada a Técnica de Revisão e Avaliação de Programa (PERT - Program Evaluation and Review Technique), como parte do programa do míssil submarino Polaris.  Ao mesmo tempo, a corporação DuPont inventou um modelo similar chamado CPM (Critical Path Method - Método do Caminho Crítico).  Posteriormente, o PERT foi ampliado com a WBS (Work Breakdown Structure - Estrutura de Subdivisão do Trabalho).   O fluxo de processo e a estrutura das atividades militares se espalharam rapidamente em muitas empresas privadas.

Existem muitas técnicas desenvolvidas ao longo dos anos que podem ser usadas para especificar formalmente como o projeto será gerenciado.   Entre estas estão o Project Management Body of Knowledge (PMBOK), e idéias como o Personal Software Process (PSP), o Team Software Process (TSP) e PRINCE2.  Estas técnicas tentam padronizar as práticas do desenvolvimento de equipes, tornando-se mais fáceis de predizer, gerenciar e rastrear.

Métodos

Existem vários métodos que podem ser usados para gerenciar projetos, incluindo métodos ágeis, interativos, incrementais e por fase.

Um método por fase tradicional identifica a sequência de passos a serem completados.  Isto contrasta com os métodos de Agile Software Development (ágil) ou Flexible Product Development, nos quais o projeto é visto como uma série de tarefas relativamente pequenas concebidas e executadas conforme a situação requer e maneira adaptativa, e não como um processo completamente pré-planejado.

Independente do método utilizado, devem ser feitas considerações cuidadosas sobre a clareza dos objetivos do projeto, suas metas, e os papéis e responsabilidades de todos os participantes e stakeholders.

O Método Tradicional

No método tradicional, podemos distinguir 5 componentes de um projeto (4 estágios mais o controle) no seu desenvolvimento:

1. Iniciação

2. Planejamento

3. Execução

4. Controle

5. Fechamento

Não todos os projetos passarão por todos os estágios, já que projetos podem ser terminados antes de que cheguem ao fechamento.  Alguns projetos provavelmente não terão o planejamento e/ou o monitoramento.  Alguns projetos passarão pelas fases 2, 3 e 4 múltiplas vezes.

Muitas indústrias usam variações destes estágios.  Por exemplo, no design arquitetônico, os projetos normalmente passam por fases como Pré-Planejamento, Design Conceitual,  Design Esquemático, etc.  Enquanto os nomes podem variar de indústria para indústria, os estágios tipicamente seguem passos comuns à resolução de problemas - definir o problema, availar opções, escolher um caminho, implementar e avaliar.

Fonte: Wikipedia

Links Interssantes:

Outra definição do Wikipedia

 

 

 

© 2005-2006 OGerente.com.br.  Todos os direitos reservados.